Oração pela Paz de São Francisco de Assis

domingo, 1 outubro, 2017  ·  Por: Franco  · 

artigo Franco Guizzetti

Dia 04 de outubro e o Dia de São Francisco de Assis. São Francisco serviu a Deus com compaixão, humildade, fé e desapego de qualquer bem material.

Sua vida, histórias, ensinamentos e milagres em vida passaram de geração e geração e irá perduram por muitos séculos e gerações futuras.

O Papa João Paulo II, no ano de 1979, proclamou-o santo patrono dos ecologistas. É também patrono da cidade de Assis na Itália.

Também e protetor dos animais, de associação de animais, aves, pessoas pobres e carentes, protetor da natureza e patrono da Itália.

Francisco de Assis nasceu na cidade de Assis, Úmbria, Itália, em 1182. Pertencia à burguesia, e dessa condição tirava todos os proveitos. Como seu pai, tentou o comércio, mas logo abandonou a idéia por não ter muito jeito para isso.

Buscou alcançar mais status e poder material com as glórias militares.

Mas, em 1206, Francisco de Assis abandona tudo e todos para começara viver uma nova vida. Andando errante e maltrapilho, numa verdadeira afronta e protesto contra sua sociedade burguesa. Entregou-se totalmente a um estilo de vida fundado na pobreza, na simplicidade de vida, no amor total a todas as criaturas.

Com alguns poucos amigos deu início ao que seria a Ordem dos Frades Menores ou Franciscanos.

Com Santa Clara, sua dileta amiga, fundou a Ordem das Damas Pobres.

Em 1221, sob a inspiração de seu estilo de vida nasceu a Ordem Terceira para os leigos consagrados.

São Francisco de Assis foi uma criatura de paz e de bem, terno e amoroso.

Cuidava e amava os animais, as plantas e toda a natureza.

Sua alegria, sua simplicidade, sua ternura lhe granjearam estima e simpatia tais que fizeram dele um dos santos mais populares dos nossos dias.

Oração de São Francisco pela Paz

Senhor! Fazei de mim um instrumento da vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre, fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe.
É perdoando que se é perdoado.
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

Digg This
Reddit This
Stumble Now!
Buzz This
Vote on DZone
Share on Facebook
Bookmark this on Delicious
Kick It on DotNetKicks.com
Shout it
Share on LinkedIn
Bookmark this on Technorati
Post on Twitter
Google Buzz (aka. Google Reader)


Fatal error: Call to undefined function seo_post_tags() in /home/almaserena/public_html/site/wp-content/themes/Serena/library/hooks/single.php on line 38